Projeto Casa da Cultura


    Tem por objetivo promover, sem ônus às Oficinas, a Cultura dentro dos nossos Templos e ampliar a atuação das Lojas na comunidade.

1 - Na primeira fase estaria voltado para receber o cadastramento de Oficinas interessadas em disponibilizar nas dependências de seus templos cursos de interesse aos iir.’., e a sociedade em geral, formando parcerias com entidades civis, militares e Municipais.
    Tendo o foco principal de formar um calendário mensal de cursos de cunho cultural e prático, que possa otimizar o aproveitamento do edifício de nossos templos nos horários ociosos.
    Para ministrar estes cursos poderíamos aproveitar o imenso material humano disponível entre os iir.’. da nossa Ordem, nas mais diversas áreas do conhecimento, e também recorrer a parcerias como Bombeiros,Policia Militar,Procon oferecendo informações ao consumidor, culinária, orientando donas de casa de baixa renda a aproveitar caules e cascas de alimentos como alternativa de alimentação, Yoga, artes etc.
    Certamente a gama de cursos e palestras possíveis de serem ministradas aos Maçons e a comunidade em geral nas mais diversas camadas sociais é surpreendentemente extensa.
    Para cadastrar publico interessado em nossos cursos é necessário respeitar a segurança dos nossos iir.’. e zelar por nosso patrimônio, podemos assim recorrer a entidades como asilos, creches, grupos sociais, associações de bairro e sindicatos, dando acesso as pessoas e familiares ligados as estas atividades, respeitando a vocação de cada Oficina.
    Cadastraremos também os iir.’. e pessoas disponíveis para ministrar os cursos ou palestras, que devem ser de pelo menos um por mês em cada oficina que optar por seu engajamento no projeto.
    Vale lembrar, que este Projeto que podemos chamar de Casa da Cultura é totalmente opcional, gratuito, gerido internamente pela Loja que aderir em participar, observando apenas as recomendações que mantém as características do Projeto.
    Toda atividade gerada através desta iniciativa poderá ser acessada no site da Coligação em setor próprio para divulgar as atividades mensais ou semanais de cada Oficina.
    Também objetivamos com esta iniciativa o envolvimento do Maçom seja ministrando cursos ou palestras ou apenas participando.
Desta forma podemos ampliar nossos conhecimentos e prestar a sociedade um serviço de valor, que procura melhorar a qualidade de vida das pessoas em geral.
    Acredito que se existe dentro da Sociedade em que vivemos alguma entidade detentora de sabedoria e potencial humano que tem condições intelectuais de levar a quem deseja, ferramentas para o desenvolvimento do ser humano, esta entidade certamente é a Maçonaria.

2 - Na segunda etapa o projeto Casa da Cultura deve formar um acervo, reunindo material dos cursos ministrados, trabalhos apresentados em Loja e quem sabe estabelecer uma base geográfica que no futuro pode vir a ser a sede da Casa da Cultura Maçônica, onde a sua localização permita acesso aos iir.’. interessados em pesquisar em seu banco de dados.
    E também permitir aos interessados acesso para conhecer um pouco da historia e atividade da Maçonaria ao longo do tempo.
    E claro, incrementar cada vez mais o seu programa de cursos e palestras através das Lojas envolvidas.

3 - Eu imagino que alguns iir.’. possam se perguntar como extrair recursos para desenvolver estes planos?
    Bem, nossos edifícios estão com tempo disponível durante alguns dias da semana, os “Professores ou Palestrantes” podem ser localizados dentro da nossa própria Ordem.
    Inicialmente podemos priorizar cursos que não obriguem gastos materiais.
    E a Casa da Cultura Maçônica pode ser fruto de um sonho que quem sabe um dia o GADU nos de força, condições ou a parceria ideal para realizar.